Quem sou eu

Minha foto
Sou sonhador, Idiota, tenho inúmeras idéias. Para uns um modelo, para outros ridículo! Assim que sou.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Educação e sociedade

De acordo com Silva (2001), a educação tem como finalidade formar o ser humano desejável para um determinado tipo de sociedade. Dessa forma, ela visa promover mudanças relativamente permanentes nos indivíduos, de modo a favorecer o desenvolvimento integral do homem na sociedade. Portanto, é fundamental que a educação atinja a vida das pessoas e da coletividade em todos os âmbitos, visando à expansão dos horizontes pessoais e, conseqüentemente, dos sociais.

Além disso, ela pode favorecer o desenvolvimento de uma visão mais participativa, crítica e reflexiva dos grupos nas decisões dos assuntos que lhes dizem respeito, se essa for a sua finalidade.

A concepção de educação está diretamente relacionada à concepção de sociedade. Assim, cada época irá enunciar as suas finalidades, adotando determinada tendência pedagógica.

Na história da educação brasileira, pode-se identificar várias concepções, tendo em vista os ideais da formação do homem para a sociedade de cada época. Silva (ibidem) afirma que as principais correntes pedagógicas identificadas no Brasil são: a tradicional, a crítica e a pós-crítica.
A concepção tradicional enfatiza o ensino e a aprendizagem de conteúdos a partir de uma metodologia rigorosamente planejada, com foco na eficiência.

A concepção crítica aborda questões ideológicas, colocando em pauta temas relacionados ao poder, a relações e classes sociais, ao capitalismo, à participação etc., de forma a conscientizar o educando acerca das desigualdades e injustiças sociais.

A partir do desenvolvimento da consciência crítica e participativa, o educando será capaz de emancipar-se, libertar-se das opressões sociais e culturais e atuar no desenvolvimento de uma sociedade justa e igualitária.

A concepção pós-crítica foca temas relacionados a identidade, diferenças, alteridade, subjetividade, cultura, gênero, raça, etnia, multiculturalismo, saber e poder, de forma a acolher a diversidade do mundo contemporâneo, visando respeito,

tolerância e convivência pacífica entre as diferentes culturas. A idéia central é de que por meio da educação, o indivíduo acolha e respeite as diferenças, pois “sob a aparente diferença há uma mesma humanidade” (SILVA, 2001, p. 86)

Assim, por meio de um conjunto de relações estabelecidas nas diferentes formas de se adquirir, transmitir e produzir conhecimentos busca-se a construção de uma sociedade. Isso envolve questões filosóficas como valores, questões histórico-sociais, questões econômicas, teóricas e pedagógicas que estão na base do processo educativo.


Identificamos alguns elementos que envolvem as concepções da educação de modo geral. Agora responda à seguinte questão:
Quais são as concepções da Educação Básica? Será que os seus elementos se diferem dos da educação de modo geral? Há questões específicas? Quais? Poste suas considerações nos “comentários”  (vale nota até 06/10)

.

2 comentários:

  1. flávio borges rodrigus de souza3 de setembro de 2010 17:28

    O objetivo da educação básica, é formar individuo capaz de pelo menos saber lidar com seus diretos e deveres, exercendo sua cidadania. A educação ou melhor a tendencia pedagogica sempre esteve ligada a sua época, com o intuito de formar um individuo que tenha visão participativa, critica e saber fazer reflexões de assuntos pertinentes a sociedade a qual está inserido.

    ResponderExcluir
  2. Rozenilda Furtado Rodrigues10 de setembro de 2010 12:10

    De acordo com o texto a educação está diretamente relacionada com a sociedade.Desta maneira a escola e a comunidade escolar tem como função desenvolver no aluno formação cultural,econômica e formação política as quais contribuirão na formulação de novos princípios e valores, tornando-os cidadãos conscientes e críticos perante a sociedade a qual está inserido pois e qual faz parte acima de tudo como agente histórico.

    ResponderExcluir

Aguarde seu comentário ser publicado, obrigado por contribuir.